Sentimentos da nossa terra…Brasil

SIDNEIA PERES DE FREITAS – PSICÓLOGA E NEUROPSICÓLOGA

Nosso sentimento expressa nossa reação frente às situações que a vida nos coloca e colaboram para formar nossa percepção do mundo, guiam nossas atitudes, interferem nas decisões, pode refletir negativamente em outros momentos, entre outros fatores.

Nesse momento tão importante em nosso país, de pós copa, seguido de eleições em muitas esferas da política, o que podemos perceber dos nossos sentimentos enquanto brasileiros? Essa avaliação pode guiar nossas percepções de futuro, reconhecendo e se apropriando daquilo que estamos sentindo, podemos trabalhar para uma atuação mais efetiva de cidadania.

A sociedade brasileira experimenta, com justas razões, um forte sentimento de desencanto, decorrente do descrédito das lideranças políticas, da inoperância do estado em suas funções básicas e vitais, o sentimento de insegurança, de indignação com a corrupção que afronta nossa inteligência e invadiu diversas esferas do poder no nosso país, como se de modo invisível existisse um sentimento de perda de oportunidade para construir um país melhor.

Além disso, nós brasileiros presenciamos todos os dias situações do jeitinho brasileiro, onde muitos valores consagrados em outras sociedades, como ética, a honradez, o compromisso, tem como equivalente em nosso país, a mentira, o suborno, a trapaça, a tentativa de sempre obter vantagem de alguma ou de qualquer maneira.

O povo demonstrou seu profundo sentimento de indignação nas manifestações de junho de 2013, pediu investimento em saúde, educação, segurança e respeito aos políticos.

É claro que, não obstante a nossas contradições, vivemos o mais longo período de normalidade democrática, uma imprensa relativamente livre e eleições regulares pelas quais acreditamos em um nível de cidadania mais atuante, podendo com isso corrigir nossos desacertos.

Esse conhecimento sobre nós mesmos com relação aos nossos sentimentos é informação capaz de criar movimento, modificar fatos, encontrar caminhos, ou seja, colaborar na construção de uma identidade de cidadania.

Posts Relacionados

No Comments Yet.

leave a comment